Menu

A importância da gestão de estoque nas franquias

A gestão de estoque é a administração dos recursos – matéria-prima, produtos semiacabados ou acabados, componentes e peças, produtos administrativos e suprimentos diversos – armazenados para uso posterior ou vendas, atendendo aos pedidos dos clientes. A gestão de estoque para franquias é, portanto, de suma importância, visto que ajuda a gerar lucro ou acaba criando despesas.

Por isso, no post de hoje, vamos entender melhor a importância do estoque e como fazer uma gestão eficaz dos recursos! Acompanhe.

Manter ou não manter estoque? Eis a questão

Por um lado, o estoque equivale a uma quantidade de recursos armazenados que podem, ou não, ser usados e vendidos, de forma mais rápida ou mais lenta. Ele envolve probabilidades, riscos e, claro, dinheiro! Afinal, o capital investido nos produtos de estoque poderia ser usado para outros fins, como marketing, estrutura e pessoal, que podem trazer um resultado financeiro maior e/ou mais rápido.

Por outro lado, o estoque das franquias é uma garantia de entrega aos pedidos dos consumidores, permitindo um atendimento de qualidade ao cliente. A disponibilização dos produtos também evita que o consumidor procure o concorrente – atualmente, com tantas opções no mercado, se o cliente procura algo na sua loja e não encontra, ele vai em outra até achar o que quer. No processo de compra, há um sentimento de urgência e o consumidor não está mais acostumado a esperar!

O que fazer, então, na gestão de estoque nas franquias? Não há uma resposta única, mas o principal é ter em mente que é importante conhecer o seu negócio, seus produtos e seu público-alvo. Lembre-se de que conhecimento é essencial para uma tomada de decisão assertiva sobre o seu estoque.

Como elaborar uma gestão de estoque eficaz para franquias?

  1. Faça um estudo sobre o seu negócio, a saída de seus produtos e seu público-alvo. Entenda, de forma profunda, cada um desses elementos e elabore um gráfico comparando-os em diferentes momentos do ano: feriados, datas comemorativas, Black Friday etc. Sazonalidade é fator crucial no seu planejamento e a demanda do setor de vestuário varia muito também durante as estações do ano: primavera, verão, outono e inverno. Geralmente, a franqueadora já possui esses dados e pode ajudar seu planejamento.
  2. Acompanhe a economia local, nacional e internacional. Ela tem impacto direto do poder aquisitivo do consumidor e em seu comportamento.
  3. Os produtos que mais representam as franquias, ou os carros-chefe dos negócios, devem estar sempre no estoque. Geralmente, eles são os responsáveis pelas maiores vendas da marca e devem estar sempre disponíveis.
  4. Os itens básicos e clássicos devem ser levados em consideração na gestão de estoque. Principalmente no mundo da moda, algumas peças sempre saem, independentemente da sazonalidade, como camisas sociais e gravatas, por exemplo.
  5. Realize um controle rígido dos insumos, ou seja, a quantidade registrada no sistema deve “bater” com a quantidade disponível no depósito.
  6. Utilize sistemas e programas de gestão de estoque, automatizando certas tarefas. Isso diminui o risco de erros e o tempo de realização do controle de entradas e saídas, além de facilitar a gestão.
  7. Faça uma análise periódica da movimentação do estoque, calculando o giro das mercadorias e planejando a reposição de recursos em tempo hábil.

Agora que você já sabe como fazer uma gestão de estoque eficiente, que tal conhecer quais são os 7 processos de gestão facilitados nas franquias?

Guia completo franquia - Camisaria Italiana

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp