Tem dificuldade em combinar as cores de seu look? Não se preocupe, aqui vamos resolver as suas dúvidas.

Acompanhe, neste artigo, os conceitos de tom e subtom, quais cores combinam com peles quente ou fria e também dicas de como combinar as cores entre si. Quer saber mais sobre o assunto? Confira a seguir.

Descobrindo como combinar as cores com sua pele

Em poucas palavras: olhe para seu antebraço. É isso mesmo!

Vamos explicar: os tipos de pele se dividem em dois grupos principais:

  • Frio: em geral, conectando-se ao inverno ou à primavera.
  • Quente: harmonizando-se com o verão ou o outono.

Então, para categorizar de forma mais adequada em que grupo sua cor de pele se encaixa melhor, é preciso verificar seus antebraços. Se as veias ali tiveram uma tonalidade azulada, você faz parte do “frio”. Se forem esverdeadas, então é dos “quentes”. Curioso, não acha?

Conhecendo um pouco de colorimetria

Quando se fala em cor de algo, pensamos logo em tom, ou então em nuance, não é mesmo? Entretanto, o universo das cores é muito mais amplo e existem até os subtons. Há, inclusive, uma área de estudos voltada para compreensão de todas as variações de cor: a colorimetria.

Fique tranquilo que não vamos apresentar nada de conteúdo complicado ou maçante. É apenas uma explicação para mostrar para você que ter a informação correta é de grande ajuda quando se quer produzir um look masculino harmonioso.

Tom e subtom da pele

Em geral, falamos do tom da pele — amarela, branca, negra etc. Mas é preciso ser mais específico na hora de combinar as cores.

Lembra-se, então, daquilo que falamos acima, a respeito das noções de quente e frio? Pois é, isso é o subtom. Ou seja, é a parte responsável pela “temperatura” de sua pele.

Assim, temos:

  • Quente: voltada para tons de rosa e vibrantes.
  • Neutra: pastéis.
  • Fria: amarelados e afins.

Teste rápido para descobrir subtom de pele

Tome um espelho, em ambiente bem iluminado — com luz natural — e posicione peças de diversos tons em volta do pescoço. Observe se elas combinam com cabelos, olhos e pele. A partir daí, vá selecionando as que harmonizam melhor.

Essa é uma boa prática para que você passe a ter uma cartela de cores adequada para seu corpo, com suas características individuais de biótipo.

Ainda, para a moda, o que manda em seu visual é o subtom e não a cor biológica. É ele que vai apontar com muito mais clareza quais são as melhores opções de cor para você, em vários momentos do dia a dia.

Analisando cada tipo de pele

Veja a seguir os três grandes grupos de características de pele para entender bem como funcionam as cores, caso a caso, o que usar e do que fugir na hora de se vestir.

Pele pálida

Enquadram-se aqui homens de pele que se assemelha ao ruivo ou ao louro. O risco desse perfil é que o look deixe-o ainda mais branco, quase como um fantasma.

O recomendado para este caso é vestir tudo o que mais contrasta com a  pele. O que não quer dizer que você tenha de vestir preto dia e noite, pois há uma lista de cores indicadas, como:

  • Marinho
  • Azuis (mais escuros)
  • Esmeralda
  • Verde-escuro
  • Vermelho
  • Cinza
  • Marrom
  • Borgonha
  • Padrões marítimos
  • Areia (mais escuro)
  • Khaki
  • Ardósia

Para não usar, temos as seguintes dicas de cores:

  • Tons pastéis, areia, entre outros
  • Tons muito claros, como os “bebê”
  • Branco
  • Bege

Pele oliva

É a característica de algumas peles pardas naturalmente, ou bronzeadas. É preciso um olhar meticuloso para criar boas composições neste caso. Logo, nada de recorrer a cores frias demais ou quentes em excesso. O meio-termo será a ideia-chave.

Este é o grupo de homens cuja pele precisa de iluminação. Portanto, invista em nuances, como:

  • Bege
  • Creme
  • Azul-claro
  • Roxo-escuro ou magenta
  • Marrons terrosos

Branco deve ser usado com moderação, pois pode criar um choque com o tom natural da pele. Mas, em uma sobreposição de peças de outras cores, pode criar um resultado interessante.

Evite, então, as tonalidades que estão mais próximas à sua pele:

  • Verde
  • Amarelo
  • Pistache
  • Mostarda
  • Oliva
  • Mocha

Pele escura

Evidentemente, os homens negros estão neste grupo. Este perfil tem uma enorme vantagem: praticamente todos os tipos de cor harmonizam bem. É importante fugir apenas dos extremos absolutos, como branco e preto, além do marrom.

O mais acertado para pele escura são os tons mais vibrantes, bem como as nuances “bebê”, que são mais suaves. 

As melhores formas de combinar as cores

Para considerar a combinação entre cor de pele e cor de tecidos para um look apropriado, é necessário ter a seguinte regra básica em mente: criar contraste. Outro ponto, que não é menos importante, trata-se de apresentar uma aparência saudável.

Determinados tipos de cores, somados a certos tons de pele, podem desfavorecê-las, gerando efeitos indesejados. É o caso da roupa que empalidece alguém, ou que deixa alguém amarelado, fazendo com que a beleza da pessoa fique diminuída.

Tudo isso deve ser evitado ao combinar as cores na composição de um look.

Alguns exemplos práticos:

  • Loiros ficam muito elegantes com azul e com marrom, sobretudo em tons de menor intensidade.
  • Homens brancos de cabelo escuro ficam ótimos de azul, em qualquer tipo de nuance. Já o amarelo é um bom segundo lugar para o biótipo, desde que em intensidade suave.
  • Já o verde e o vermelho devem ser utilizados, em intensidades mais vivas, para destacar a pele.
  • Para negros, vermelho, amarelo e azul são cores que podem ser a base do guarda-roupa, independentemente da força e/ou impacto da cor.

Essas são apenas algumas possibilidades de um universo de vestuário muito mais vasto.

O que achou deste artigo que ensina a combinar as cores de acordo com seu tom de pele? Se gostou, saiba que há muito mais desse tipo de conteúdo, com as últimas notícias de moda e estilo masculino, no Instagram da Camisaria Italiana. Siga-nos e fique por dentro de tudo.